Sobre Mim

Psicóloga Marina Simeão
Marina Simeão

CRP: 11/06517

Olá, pessoal!

Vou contar uma coisa: demorei uns dias para me dedicar a construção do “quem sou eu” da minha página. A vontade de escrever um texto extremamente caprichoso, que conecta com o leitor e ao mesmo tempo expressa a minha verdade sobre quem sou, foi o motivo do adiamento.

E sabe o que me fez começar? Exatamente um dos grandes aprendizados que adquiri em um dos meus processos de psicoterapia: “apenas começa, faz o teu melhor e não se preocupa em ter que sair perfeito”. Simples. #SQNemSempreFoiAssim. Mas essa é uma pauta para um outro momento.

Abaixo te apresento sobre 3 de minhas jornadas.

Mais Sobre Mim

Marina, Diretora da M. Simeão

Em 2010, ano em que me formei, eu, minha mãe e irmã fundamos a M. Simeão Serviços em Psicologia, uma empresa de consultoria e atendimento clínico que viria a integrar práticas voltadas para organizações, instituições educacionais e a clínica.

Nesta empresa imprimimos duas variáveis de muito valor para nós e que nos implica com a qualidade e seriedade do que fazemos: nosso nome M. (Maira, Marcília e Marina) Simeão e nossa crença básica na construção de uma prática humanizada através da Psicologia. Trocando em miúdos, uma prática que possibilite o desenvolvimento, senso crítico, autonomia e melhor relação do indivíduo consigo e com o seu trabalho.

Marina, Psicóloga Clínica e Orientadora de Carreira

Difícil nos descrevermos em nossa pluralidade enquanto psicóloga, num meio que tende a nos ver dentro de uma caixinha, a caixinha da abordagem. Mas “attraversiamo” essa barreira e sigamos.

Minha primeira formação foi em Gestalt-Terapia, uma abordagem de base humanista que até os dias atuais me confere uma visão de homem/paciente com foco no potencial e na saúde.

Após alguns anos na prática clínica, passei a sentir falta de alguns aspectos estruturais e metodológicos, os quais encontrei ao realizar a minha especialização em Psicoterapia Cognitivo-Comportamental. Foi apaixonante e surpreendente conhecer mais a fundo uma teoria consistente, cheia de sentido e com tantos resultados favoráveis.

Atualmente tenho também dedicado meus estudos a outras duas linhas que conversam bem com a TCC. São elas a Terapia do Esquema, uma abordagem integrativa que une TCC, Humanismo e Psicanálise. Descreveria essa danada como instigante e emocionante! E a outra é a terapia de aceitação e compromisso, que apresenta uma pegada alinhada ao humanismo. Como vocês podem ver, meu lado Gestalt-terapeuta segue pulsando dentro de mim 🙂

Sou também Orientadora Profissional e de Carreira. Trabalhei em escolas, onde em uma delas fundei o Programa de Orientação Profissional e também em projetos sociais com este mesmo viés. Além da formação nesta área, realizei formações em Mentoring e Coaching.

Em ambas as práticas, o que me instiga é ser instrumento e ponte para mudanças significativas na vida dos pacientes que “batem à minha porta”. É, portanto, A CRENÇA NA CAPACIDADE DE MUDANÇA DO SER HUMANO. Na capacidade de evolução, no empoderamento, na serenidade pós-crise, na potencialidade que enxergo em cada pessoinha que se senta no sofá à minha frente.

E te convido a acreditar no mesmo, pois este é o melhor habeas corpus que podemos dar a nós mesmos. É a legitimidade de que sim, podemos e temos a CAPACIDADE DE MUDAR.

Marina

E para além desse traje profissional, carrego em mim uma menina-mulher. Diria, bem-humorada e cheia de “marmotinhas” com os mais íntimos.

Sou também amante de esportes de equilíbrio (slackline, surf, yoga…), praticante de vôlei de praia, apaixonada pela Espanha, apreciadora de um bom samba e música popular brasileira.

Sou “arreada” pelos meus sobrinhos, apaixonada pelo meu marido, fascinada pela escrita e entusiasta da prática de jardinagem e outras manualidades que ainda estão em ascensão entre os meus hobbies.

Sou instigadíssima por temas relacionado às emoções, relacionamentos, carreira e mudanças. Amo estudar e me considero uma pessoa com senso crítico latente. Mas, em uma discussão de ideias, você sempre me verá esforçando-me e primando pela leveza e tolerância à opinião do outro, mesmo com minhas opiniões carregadas de paixão.

Romae